°C °C

Emergência do Hospital Governador Celso Ramos passará por reforma

Foto: Marco Favero / SECOMSeguindo a diretriz do Governo do Estado, as obras de ampliação e reforma nos hospitais próprios da Secretaria de Estado ...

13/06/2024 às 22h01
Por: Redação Fonte: Secom SC
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Secom SC
Foto: Reprodução/Secom SC

Foto: Marco Favero / SECOM

Continua após a publicidade

Seguindo a diretriz do Governo do Estado, as obras de ampliação e reforma nos hospitais próprios da Secretaria de Estado da Saúde (SES) continuam. O Hospital Governador Celso Ramos (HGCR), em Florianópolis, será a próxima unidade a passar por intervenções internas. A reforma ocorrerá no setor de Emergência, para aumentar a segurança e o conforto de pacientes e servidores. Devido a isso, entre 17 de junho e 31 de agosto, apenas pacientes referenciados serão atendidos para casos de urgência e emergência.

Continua após a publicidade

“Dando prosseguimento às ações determinadas pelo governador Jorginho Mello que visam dar mais conforto aos pacientes e condições de trabalho aos profissionais, iniciaremos as obras de revitalização da emergência do Hospital Celso Ramos. Toda a rede de Saúde da Grande Florianópolis está ciente e o planejamento foi pactuado e dialogado entre os gestores para que tenhamos o mínimo de impacto para a população. A equipe do hospital também estará orientando os pacientes que procurarem a unidade. Contamos com o apoio da população e de todos os envolvidos, sabendo que a obra é temporária mas o benefício será permanente”, explica o secretário de Estado da Saúde, Diogo Demarchi.

Continua após a publicidade

A revitalização da Emergência terá a troca da manta vinílica, manutenção de mobiliários, reparos de infiltrações, tratamentos de alvenaria e pintura. O espaço não passava por uma reforma há mais de 10 anos. 

Para que a obra seja realizada, o setor onde funciona a Emergência será totalmente desocupado e o serviço funcionará em outra porta de acesso e de forma referenciada. Assim, a unidade atenderá somente pacientes em estado grave encaminhados por outras unidades de saúde, tais como: Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Centros de Saúde, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs 24h), unidades móveis (SAMU, Bombeiros e demais ambulâncias) e outros serviços de emergência.

“Organizamos os fluxos internos para garantir que todos os pacientes graves e referenciados sejam atendidos. Essa obra é essencial para recuperarmos a estrutura da nossa emergência e manter o nosso compromisso com os catarinenses, alinhados com as estratégias do governo”, explica Michel Faraco, diretor do HGCR. 

Para que a ação impacte minimamente os pacientes, foi estruturada uma força-tarefa que envolve os servidores do hospital, Superintendências dos Hospitais Públicos e de Urgência e Emergência, Secretarias de Saúde de Florianópolis, de São José e de Palhoça, além do apoio de outras unidades da Rede de Urgências e Emergências.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários